quarta-feira, 6 de junho de 2007

Motores fora da estrada



Gentlemans start your engines...

E foi assim que o caro amigo pinguim Garnel, apresentou a sua paixão, o Off-Road.
Antes de mais, vamos lá entender a razão que o leva ao Off-Road.

Toda a paixão que nos foi transmitida deve-se a Eduardo Veiga, ( um dos pilotos de topo do Off-Road) sendo este uma forte referência biografica de vida do Granel.

Assim vamos lá agradecer a este senhor.
( É importante referir que irá representar Portugal num conhecido jogo de consola, no próximo ano)

Voltando a dita paixão, o Off-Road, vamos lá explicar o porquê de ela existir.

Como estes senhores, gostam de adrenalina, competição saudável e estarem sozinhos dentro da máquina, sem ter um co-piloto. Resolvem dar com os pés às pistas e formas de competição clássicas e criam o Off-Road.
E meus senhores digo-vos que aquilo é fantástico, eles derrapam com os carro, evitam paredes, raspam uns nos outros, largam terra e pó para o ar, é extremamente competitivo... Aquilo é o sonho de qualquer pessoa que adora ver uma boa corrida, com emoções fortes onde a largada não é decisiva ( sem bem que a meu ver é a segunda parte mais cativante da corrida, a primeira é ver a beleza dos carros a deslizarem nas curvas e depois a arrancarem).

Mas o Off-Road é mais que um grupinho de mecânicos a mexerem e alterarem os carros, aquilo é o purismo do desporto automóvel, pois estes SENHORES estão lá por amor ao carros, vibram com a sua mecânica, com as adaptações, com o público que os vai ver antes das corridas iniciarem.

Vibram também com as falhas mecânicas no inicio das mangas e com as vitórias suadas ( e muito suadas) dos pilotos... Enfim aquilo é uma festa.

Alem dos motores, do barulho, do pó, dos suores e irritações... O Off-Road é uma festa familiar, onde pais mães e filhos, passam um dia de forma alegre a ver e sentir a adrenalina na pista.

Como pessoa que não entende nada de carros, mas que de gosta de uma boa competição saudável, onde o primeiro lugar é o unico que importa, digo-vos... o Off-Road tem rodinhas para andar, e já para o próximo ano terá uma pequena projecção mediática num canal generalista, a RTP.

Estejam atentos...

- Para mais informações é favor ir as seguintes páginas




Abraços.

9 comentários:

filinto disse...

Não compreendo esta gente que gosta do cheiro a pó de manhã (às 7h da manhã), se calhar por causa da minha asma; não entendo como esta gente gosta de queimar combustível (gastar, desperdiçar, perder...), se calhar por causa das minhas ideias verdes; não consigo perceber que fascínio podem ter meia dúzia de carros a andar num circuito repetitivo (sejam quantas voltas forem), se calhar pelo meu desalinhamento congénito. E por isto tudo, não faço a mínima ideia porque gostei tanto da sessão... Ou então sei: isto é o Clube dos Pinguins e aquilo é uma verdadeira paixão de um pinguim. É deve ser por isso. Não fará sentido para quem está de fora, mas todo o sentido para quem cá está. Como o Águia, que tão bem nos situou naquela que é a cave com mais adrenalina às terças-feiras à noite.

Marta Araújo disse...

A tarefa não se adivinhava fácil...explicar a paixão por um desporto que começa por ser muito específico; com linguagem especializada (what a fuck mangas, espreguiçadeiras e coisas que tais?!); muito pó; condições de trabalho relativamente, repito: relativamente, precárias; possibilidade da integridade física estar em perigo; despesas financeiras consideráveis; perdas de finais de semana nos quais se podia estar a aproveitar o bom tempo para descansar, fazer uma praia, ou algo do género...este é o pensamento de quem está, como eu, de fora desta paixão.

Podia não ser, mas foi fácil de entender. Adrenalina é a palavra de ordem nos "motores fora de estrada" e isso explica muita, mas mesmo muita, coisa. Informação detalhada e muito bem «mastigada», apresentada com paixão e brilho nos olhos e com uma boa dose de perguntas à mistura, foi a receita utilizada. E funcionou. Obrigada e parabéns ao Granel pela partilha de mais uma paixão/informação. Esteve muito bem senhor deputado!

Parabéns também ao Águia pelo post!

jorge c. disse...

Desculpem lá, estou com dificuldades em postar um texto decente por causa da minha ligação. Dou apenas os parabéns para já.

Gemma disse...

Quando começamos a sessão e descobri que iria ser sobre o off-road, pensei que seria uma sessão sobre Rally, que afinal e algo diferente, mas é por isso que partilhamos as nossas paixões, para nos enriquecermos. E afinal descobri que o off-road tem a sua razão de existir como circuito de competição, e por que existe tanta gente que se desloca as 7 da manhã para ver uma corrida de carros, com muito pó à mistura.
Parabéns aos meninos da noite, portaram-se todos muito bem :D

Arianrhod disse...

Confesso... de carros sei para que servem os pedais e pouco mais (ainda estou para descobrir onde se põe a água do limpa vidros :-S.) Que esta paixão era um motivo de grande orgulho para o nosso mui querido apresentador, já tinha notado, mas impressionou me sobretudo toda a preparação, o trabalho de campo, a procura de informações e recolha de imagens in loco. Parabéns Granel pela qualidade da apresentação e por teres conseguido um feito até hoje inalcançável: Eu vi um motor e percebi como funcionava!!!!!!!HOORAY!!!

E , claro está, parabéns ao postador, que mais uma vez nos fez recuar no tempo, arrastados pela emoção que tão bem esconde nas palavras!

Rui Vieira disse...

Percebo que foi uma sessão que correu sobre rodas. Não me surpreende esta paixão do Granel (sempre o achei um tanto ou quanto acelerado).
Desconhecia a existência desta modalidade, que pelos vistos tem bastantes adeptos.
O Clube é mesmo isto, mostrar-nos novos mundos, outras formas de viver apaixonadamente.
Parabéns ao apresentador e também ao postador pela rapidez com que fez o resumo.

Mosquitto disse...

Lamento não ter estado presente, muito mais numa sessão em que os ingredientes são: chassis, motores potentes, condução e muita adrenalina.
Parabéns Granel pela ousadia da Sessão.

jorge c. disse...

Admiro a paixão e a forma como foi partilhada. Admiro o espírito em torno de toda a actividade e a dedicação prestada. Só mesmo o Grana para fazer uma sessão destas, tão bem apresentada e com tanta substância emocional.
Estou convencido!

Ao Águia, parabéns pelo post e pela rapidez. (agora que já consigo postar em condições)

Otília disse...

"São as paixões que nos movem"- é a sensação que fica, quando se desce às terças à cave...
Mais uma vez se comprovou que assim é, numa viagem a um mundo que não me é familiar...o "off road".

Viagem alucinante? Sem dúvida que sim...desde as especificidades técnicas da descrição de uma modalidade do desporto automóvel, à promenorização do mundo do "off road"- o circuito misto, terra/asfalto;as mangas de apuramento,as finais; as divisões, o campeonato, o europeu, os circuitos; os carros, os mecânicos, os pilotos, a competição, o publico,as classificações - numa explicação concisa e clara do anfitrião da noite.

Num contágio por demais evidente, entre quem assiste e quem apresenta, numa mistura de emoções que oscilaram entre a emoção das histórias passadas "in a day at the races", o fascinio pela velocidade/modalidade, a adrenalina da "partida", a vertigem de cada curva do circuito, e por vezes a desilusão perante a impossibilidade de chegar mais longe..."quando estava a correr tão bem"...

Eu francamente, gostei...
Parabéns ao Granel e ao Águia, pelo "off-road" e os "motores fora da estrada...