terça-feira, 26 de junho de 2007

Jornalismo Revisited II

Depois de ler o sublime texto de CAA que o Granel teve a amabilidade de partilhar (numa prova de grande bondade democrática, já que CAA foi um dos primeiros a estender a mão ao PND de Manuel Monteiro) no Correio da Manhã, fui lá procurar outros artigos de notório interesse publico.
Este, lido com sotaque brasileiro, revela o caminho turtuoso da transparência politica.

4 comentários:

filinto disse...

Tinha-o dito nas Farpas da semana passada (não deveríamos colocar as farpas da sessão no blog?): esta situação não me surpreende tendo em conta o conjunto de pessoas como as que estão na direcção do PP. Falo a sério, não estou a provocar, e posso dar exemplos. O que me incomodou, como disse na altura, é que o PP foi, na campanha para as últimas Legislativas, o partido do "Choque Moral" -- o PS era o "Choque Tecnológico", o PSD era o "Choque de Gestão" e o PP era o "Choque Moral". Que venha Nossa Senhora e salve o senhor Portas!

GRaNel disse...

Ainda não tinha aberto o link e já me ria pela tua provocaçãozinha. Não há muito a dizer sobre este caso. Alegadamente o senhor não existe. Digo alegadamente pois ao ver o Eixo do Mal fiquei a conhecer meia dúzia de nomes reais, tão ou mais caricatos que este. Voltando, se a pessoa não existe está a ser cometida uma ilegalidade. Como em tudo, é preciso perceber porquê. E aqui a resposta é óbvia. A lei não permite doações anónimas. Se a lei está bem ou não é outro assunto. Pessoalmente discordo.

Acrescento só que o CDS é o partido com a contabilidade mais organizada. Como diz o artigo, era bom que também se investigasse PSD e PS. Não conhecendo a realidade do Bloco não me pronuncio. Quanto ao PCP o melhor é esquecer, os meandros são tão complicados que mais vale nem tocar…

Rui Spranger disse...

Eu só digo que o dito funcionário tem sentido de humor... ou então trata-se de uma mensagem subliminarmente sedutória... (não andam por aí uns boatos?)

Se se investigasse o PS encontrar-se-ia concerteza um Engº Urbano Praça (por aqui também há boatos com direito a processo a blog)

hörster disse...

Isto faz-me lembrar uma história antiga de um acidente entre dois automóveis e em que chega o sr agente com o seu questionário:
Agente: Nome?
Condutor1: Passos Dias Aguiar.
Agente: Profissão?
Condutor1: Motorista
Agente: Nome?
Condutor2: Pinto Ramos de Oliveira
Agente: Profissão?
Condutor2: Pintor
Agente: Olhem que com Domingos e Dias Santos não se brinca!

Mas será que ainda existe alguém a surpreender-se com a incompetência e a corrupção de todos aqueles que o podem fazer? Quem é que, de entre nós, se puder fugir ao fisco não o faz? Acham que nos níveis mais elevados do poder a atitude não é a mesma? Os valores (€€€) é que são diferentes...