quinta-feira, 15 de março de 2007

Uma paixão partilhada por palavras



When I find myself in times of trouble
Mother Mary comes to me
Speaking words of wisdom, let it be.
And in my hour of darkness
She is standing right in front of me
Speaking words of wisdom, let it be.
Let it be, let it be.
Whisper words of wisdom, let it be.

And when the broken hearted people
Living in the world agree,
There will be an answer, let it be.
For though they may be parted there is
Still a chance that they will see
There will be an answer, let it be.
Let it be, let it be. Yeah
There will be an answer, let it be.

And when the night is cloudy,
There is still a light that shines on me,
Shine on until tomorrow, let it be.
I wake up to the sound of music
Mother Mary comes to me
Speaking words of wisdom, let it be.
Let it be, let it be.
There will be an answer, let it be.
Let it be, let it be,
Whisper words of wisdom, let it be.

Lennon/McCartney

9 comentários:

Marta Araújo disse...

Let it be, let it be...

filinto disse...

A letra terá certamente uma mensagem muito profunda, mas para nasceu para a música com o punk fica sempre o preconceito... I don't trust them.

Anónimo disse...

...para quem nasceu...
sorry
fil

jorge c. disse...

Quando era miudo, ouvia Pistols (e ouço) e por isso achava os Beatles uma seca. Depois cresci...

Não considero o Lennon um hippy, mas sim um homem de paz. E esta letra é a prova disso e não só. É uma prova de fé, que é isso que mais me diz... a Fé numa canção.

filinto disse...

vens falar de fé e de beatles e dizes que cresceste... isso é uma contradição!

Aguia disse...

Mil palavras não conseguem demonstrar tudo o que Lennon tinha para oferecer ao mundo, por isso ficamos com as suas letras e musicas, para transformar este nosso fragil mundo, num local onde os sonhos vivem e a angustia morre. Vida longa para as suas eternas letras e musicas, dentro e fora dos Beatles

jorge c. disse...

Prefiro mil vezes ter fé e esperança na paz do que passar a vida a lamentar-me porque está tudo em guerra. Cresci porque consegui passar pela fase do revoltado para começar a tentar arranjar a solução e para depois pelo menos contribuir. O meu contributo passa pela passagem de mensagens de paz e não de revolta. Se calhar é por isso que uns vão por um lado e outros para outro.

filinto disse...

Abençoados sejam, permitam-me descrer e brincar com coisas sérias. Era isso que eu estava a tentar fazer, peço desculpa se fui pouco explicito.
Ah! Não enfiei nenhuma das carapuças!

jorge c. disse...

Sabes que não tens de pedir desculpa que a malta tem um pensamento pluralista. Mas eu gosto de vender o meu peixe!

Um abraço!