quarta-feira, 23 de maio de 2007

Até têm umas músicas fixes, mas parecem uns parolos

Todos estavam calmos e concentrados enquanto ouviam as músicas, como se fosse a primeira vez, enquanto o Jorge gozava a música à sua maneira. Já sabia o que ia ouvir, por isso aproveitava cada segundo para reviver as razões que tornaram os Led Zeppelin na sua paixão.

Se bem que tivemos os Led Zeppelin na nossa cave, a verdadeira paixão que o Jorge nos trouxe foi o Rock and Roll. Alguns dos temas que encontramos em músicas de Rock and Roll, são sentimentos muito próximos, que muitas vezes carregamos com eles. Talvez por isso seja muito fácil entender e gostar de músicas como as que o Jorge nos deu a ouvir.
Nunca sabemos o que acontece quando compramos um CD completamente às cegas, podemos dar cabeçadas na parede até ela ficar vermelha, ou podemos gostar daquilo que ouvimos e apaixonamo-nos por algo que desconhecíamos. E a diferença de isso acontecer não está só num impulso estúpido, está na maneira como aproveitamos as escolhas que fazemos.

Já conhecia alguma coisa destes meninos, mas é sempre bom saber como as outras pessoas os ouvem.

E para aqueles que querem saber o que é Rock and Roll...






Sempre acreditei que a melhor maneira de acabar um texto é com uma citação...

" A lot of music papers say we're going to break up. Well... we're never going to break up"
Robert Plant, march 1971

14 comentários:

Cláudia N. disse...

Para quem não foi à sessão, como é o meu caso, é muito bom chegar ao blog e encontrar já hoje, quarta, o post da sessão.Parabéns ao autor pela sua rapidez, e pelo conteúdo, gostei muito e tenho a certeza de que foi uma sessão muito alegre e mexida. Parbéns ao Jorge por mais uma paixão que de certeza contagiou toda a gente.

Rui Spranger disse...

Tal como a Cláudia também tenho que felicitar a rapidez do post e a sua qualidade.
Não posso dizer que infelizmente não fui à sessão, mas gostava muito, mas mesmo muito de ter ido (Adorava ter o dom da ubiquidade).
Confesso até que ressaquei. Ainda tentei encontrar uma maneira de dar um salto ao Pinguim "sem ir
à sessão", mas a Lisa não caiu nessa.
Já agora, quem são os Led Zeppelin?






Isto foi só para deixar o Jorge vermelho de fúria. Mas também não conheço muito.

Anónimo disse...

é curioso como os tres primeiros a comentar não tenham assistido à sessão,embora não tenha desculpa pois até estive no pinguim.gostava só de dizer que os led zeppelin são a paixão de muitas almas amantes de rock e eu já vi com os meus olhos esse facto incrivel.ass:vitor elyseu,e´que agora chamo-me leonardo e nem sabia!

Marta Araújo disse...

Eu não posso dizer que assisti propriamente à sessão...ainda assim, e dentro daquilo qur tive oportunidade de assitir, gostei. Acima de tudo gostei porque o saber não ocupa lugar. Não sou propriamente fã dos gajos, nem nada que se pareça como isso, mas foi bom saber mais sobre eles e ter a oporunidade de «grizar» (como diz o Jorge), com uma ou outra personagem (senão mesmo com todas. Achei aquele people completamente apoteótico. Digno da época lol).

O Jorge curtiu, e muito bem, à sua maneira o som (principalmente o som, em detrimento da imagem que, neste caso, e para o Jorge, não interessava nada) e repetiu algumas vezes a ideia de que não conseguia explicar esta que é uma das suas paixões mais genuínas, senão mesmo a mais. Não tens de explicar, apenas de sentir. A tua plateia percebeu tudo. Obrigada pela partilha**

What a fuck rapidez Zé!! lol é assim mesmo, mais nada...por que é que deixamos para amanhã aquilo que podemos fazer hoje?! É o verdadeiro do Clube em grande movimento!

Parabéns aos dois.

filinto disse...

é a terceira vez que tento deixar o comentário e ainda não consegui (não sei se por efeitos trengogénicos dos medicamentos ou por causa aqui do sr. blogger). tive pena de não ir, não pelo tema da sessão - os gaijos são uma espécie de ódio de estimação (como quase todo o pré-punk) - mas porque aí o senhor Jorge C. era menino para ajudar a combater este meu preconceito musical - e pró cumbíbio, claro.

Bom ritmo Gemma.

GRaNel disse...

Ontem, aplicou-se uma das máximas do nosso clube. Quando não gostas, aprendes. E assim foi. Conhecia Led Zepelin de nome e nunca me tinha esforçado por os descobrir. Colocava-os na prateleira escondida do rock jurássico e nem sequer limpava o pó não ficasse tentado a ouvir uma ou duas músicas. O Jorge mudou um bocado esta minha maneira de ver os Led Zepelin. Não me vai levar a ouvir, muito menos a comprar mas talvez já não mude de estação quando passa no rádio. Mostrou-me que tambem têm músicas boas e que conseguem entrar sem ferir o ouvido. Pena terem tantos momentos de autismo e de loucura insana. Parabéns Jorge por mais esta sessão. Principalmente com a genuinidade com que nos mostraste...

Quanto ao Speedy Gonzalez, palmas, palmas. Tempo record e um post que sintetiza duas horas de covil. E tenho de o admitir... o que menos esperava era ver um chinoca (sem conotação xénofoba entenda-se) a tocar bateria num "orgãozito".

Mosquitto disse...

Grande Banda!!!
Eu gosto destes parolos e mais nada! Parabéns Jorge. Há muito tempo que não ouvia musica tão boa no Pinguim.

jg disse...

Ao Jorge, pela divulgação nas mentes mais jovens de uma referência maior no mundo do rock, os meus parabéns.
Led Zeppelin, incomparáveis!!!

Aguia disse...

Nunca e tarde de mais para recordar e reviver uma das maiores bandas que existem ( sim existem... eles são eternos)

Obrigado Jorge pela sessão
Zé Tó obrigado pelo post, `tás lá
:)

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=Xo9_8lZV9bM

Anónimo disse...

Engano, vejam este

http://www.youtube.com/watch?v=wS5STyxoKd0

Rui Vieira disse...

Entre outras coisas que admiro no General, destaco esta sua capacidade de surpreender. Nunca o julguei apreciador de Mr. Plant e companhia, mas seguramente defendeu esta paixão com veemência, por isso lamento a minha ausência. Perdi uma boa oportunidade de me tornar um pouco mais rico.
A rapidez do postador é também de enaltecer. E já chega de elogios :)
Abraço a todos

Hugo Valter Moutinho disse...

Tenho pena de não ter ficado até ao final da sessão, pois estava a ser muito agradável. O Jorge defende sempre vivamente as suas paixões e esta vez não fugiu às regras. Parabéns Jorge é sempre bom trazer boa música para o clube.
Zé Tó parabéns pelo post. Muito bom. ;)

Arianrhod disse...

Como já é meu hábito, o nome da banda até não era estranho e conhecia uma ou duas musicas, mas não associava o que ouvia ao nome. E, como já é também hábito, embarquei de coração ao vento na paixão do jorge, impelida pelo sentimento que saltava da sua voz e pelo seu olhar. Era a paixão pela música, pelos Led Zapling, pelo Rock'n'Roll, e pela descoberta vivida e então relembrada nesta noite. Esse é o teu grande tesouro, Jorge, a forma como ofereces as tuas emoções para quem quiser aceitar. A música percorre te com tal intensidade que sentimos as vibraçoes filtradas pela tua paixão. Foi assim esta noite, é assim de cada vez que tu tocas, falas e vives a Música. E é assim que eu vou ficando mais rica de cada vez que tenho o privilégio de estar o outro lado desta partilha. Obrigada Jorge!

Quando à já tão referida rapidez do nosso postador, so me ocorre dizer...Caro Zé, tens a certeza que não havia nada mais...aaahhh...emocionante... para fazer àquela hora da madrugada!?!?!?!?!?! Joking!!! Como tu dizes a questão é como aproveitamos as escolhas que fazemos. Um post fantástico, ainda com a música a correr ao fundo e as imagens da noite impressas em cada ideia.