domingo, 4 de junho de 2006

Acima dos pasteis de belém...


Nunca me vou esquecer da primeira vez que provei aquele que hoje é, para mim, o Dolce preferido…
Cannolo de nome, consiste numa “casca” de massa com cacau frita e recheio de ricotta trabalhada com pistachios e pepitas de chocolate. Tipicamente Siciliano, o cannolo é uma sobremesa frequente naquela ilha e sem dúvida um orgulho (na rica) cultura gastronómica que, por aqueles lados, acarinham.
No Godfather ( O Padrinho), mafiosos houve que padeceram enquanto se banqueteavam com esta iguaria envenenada e assistiam a uma ópera. No mesmo filme, frases como Lascia la pistola, prendi i cannoli (deixa a arma e trás os cannoli), fazem pequenas e subtis referências que envolvem os locais de origem do mundo mafioso.

ps. o que mostro na foto... comi-o eu! :)

4 comentários:

Rui Vieira disse...

Ontem cometi o capital "Pecado da Gula".
Hoje ainda em plena digestão do soberbo repasto trazes esta iguaria de aspecto, e que a crer nas tuas palavras, ainda melhor no sabor.
Quando eu pensava que já não haveria espaço para mais gula, dou por mim a invejar-te por teres comido o Cannolo.
Abraço

GRaNel disse...

Peço desculpa aos dois mas, e apesar de ser suspeito porque só muito raramente como doces, o pastel tem um aspecto terrivel. Só açucar e óleos.
Se falarem em doces, falem no Pastel de Vouzela, esse sim, uma das sete maravilhas do mundo da doçaria.

De qualquer maneira, nada como a pêra rocha portuguesa...

Rui Spranger disse...

Bem, bem, se o Miguel não tivesse falado no Pastel de Vouzela, falava eu. Agora, apetecia-me provar este também, c'um cannollo!!!

Jorge Carvalho disse...

Vocês é que nunca comeram os Claudinos, isso é que são pastéis. Que maravilha!

Este individuo tem ligações à Máfia, olhem o que vos digo!