terça-feira, 28 de março de 2006

Iminente declaração de guerra a Portugal

Gosto de malhar no ferro enquanto está quente, como diria um grande filósofo de seu nome Cetautomatix, deve malhar-se em tudo enquanto está quente (ó Valter recorda-me lá de que livro é isto...)!

O Canadá começou a repatriar os portugueses ilegais do seu território... Isto já toda a gente sabe... E porquê? Porque um novo governo de caracter conservador decidiu aplicar a legislação sobre a emigração que o anterior liberal tinha deixado por águas de bacalhau (isto tb dava mto q falar)...

Estive a acompanhar ontem o caso de uma familia nestas condições e vem o primeiro insulto... Algo que já se tem falado na comunicação social... Estas familias estavam a tratar do processo de legalização com conselheiros locais (a maior parte destes conselheiros são de origem portuguesa). Ora estes "conselheiros" deram duas hipoteses de legalização ou por ajuda humanitária ou por asilo... Que estas familias, seja por inocencia ou ignorancia, não compreendam o q isto quer dizer ainda vá... Que os "conselheiros" admitam a legalização dos portugueses no Canadá por serem exilados é insultuoso para qualquer português... Pobrezinhos mas honestos e por enquanto uma democracia (seja lá o q isto for)...

O segundo insulto (menor na minha opinião) vem com a chegada a Portugal: "Governo português não nos ajudou em nada", podia ler-se ontem nos vários jornais...
Eu compreendo a mágoa (e os porquês) destas pessoas, mas não fica bem dizer isto depois de renegar o seu país emigrando e tentar manter-se no Canadá por "asilo"...

O terceiro (e porque isto de malhar no ferro em brasa é uma arte e não se pode bater sempre no mesmo sitio) o Canadá expulsa dezenas de familias do seu território como criminosos (e teoricamente são) depois de os deixar construir uma vida produzindo riqueza para o seu país. O caso que acompanhei era de uma familia (marido, esposa e 2 filhos de 17 e 20 anos), estavam no Canadá há 7 anos, trabalhavam, a rapariga de 17 anos estava a terminar os estudos, tinham casa, carro, toda uma vida como podem calcular... E são obrigados a deixar tudo trazendo uma bagagem de 50 Kg...

O quarto é a iminente declaração de guerra que o Canadá se prepara para anunciar... Ou assim parece segundo o anúncio publicado hoje no JN pela embaixada em Portugal... Afinal não são só os emigrados no Canadá que são criminosos... Portugal é uma fonte de insurras para o mundo, ficamos mesmo ali ao lado do Irão e pertencemos ao eixo do mal...
E o comunicado reza assim:

"ATENÇÃO A TODOS OS CIDADÃOS CANADIANOS RESIDENTES OU TURISTAS EM PORTUGAL
O Governo do Canadá informa os seus cidadãos que se devem inscrever na Embaixada do Canadá a fim de poderem ser contactados em caso de SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA."

Só me apetece berrar a plenos pulmões:
- MAS TÁ TUDO PARVO OU QUÊ?!

5 comentários:

Jorge Carvalho disse...

Lembram-se do South Park, the movie???
Pois é, blame canada!

Também, num país onde a policia tem o nome de Montada, de que é que estão à espera?

Sim, senhor, que belo exemplo de país desenvolvido!

Rui Vieira disse...

Esses conselheiros não são lá muitos bons. Ainda ninguém os informou que o melhor expediente (e é disso que se trata) é alegar perseguição sexual?

Quanto às questões que levantas isso dá azo a um novo post, mas deixa só alertar para um pormenor.

Enquanto corre um processo judicial o arguido deve ter direito a viver uma vida normal (presunção de inocencia), não sendo assim legitimo o Estado canadiano impedir os imigrantes ilegais de terem casa, emprego e acesso à educação.

GRaNel disse...

Peço desculpa Rui mas um imigrante ilegal não tem direito a nada, senão assistência médica e repatriação - não existe presunção de inocência. A imigração ilegal é um problema sério e constante fonte de incidentes diplomáticos.

É evidentemente mau vermos compatriotas nossos serem expulsos de um país onde tentavam construir a sua vida mas temos de convir que em tempos dificeis como os que vivemos hoje é normal que os países de chegada se queiram livrar desses mesmos imigrantes. Vistas bem as coisas a sua contribuição para a sua economia é diminuta, para não dizer mesmo, negativa.

Lembrem-se só do que a Espanha está a passar neste momento ou da armada que os EUA são obrigados a manter a fim de evitar a entrada de imigrantes ilegais vindos da América Central.

Hugo Valter Moutinho disse...

Tenho de concordar com o Granel sobre este aspecto. A imigração ilegal é um assunto sério.
Segundo, tal como o António disse estas família estavam a tratar do processo de legalização com "conselheiros" de origem portuguesa. Mas quem é que vai para o estrangeiro à procura de um futuro melhor e confia em portugueses?? (sim, eu sei, às vezes sou mauzinho...)
E depois, uma família que passou lá 7 anos e construiu vida. Até aqui tudo bem, mas 7 anos não é tempo suficiente para se tratar de uma legalização? Mesmo que preventiva??
Eu não percebo nada disto e sei que estas coisas demoram e são complicadas, mas mesmo assim...

À parte disso eu tinha a ideia de que os Canadianos eram presunçosos e ultra-convencidos. Já o South Park os gozava por isso e acho que esta situação só veio confirmar a minha ideia.

Rui Spranger disse...

Estou siderado com este post do Tó!
Só me ocorre achar que a embaixada portuguesa no Canadá deveria pôr um anuncio nos jornais canadianos a convidá-los a virem todos para Portugal, garantido-lhes que lhes seria atribuido asilo político imediato, e que não teriam mais que gramar com o ignorante governo deles.
Quanto às expulsões, estão na moda. Até nós expulsamos. E até anda tudo triste porque o SEF não tem dinheiro para expatriar mais!