segunda-feira, 27 de novembro de 2006

? ? ? ? ?

Como todos os dias, abri o nosso querido e blog e cusquei as novidades... episódios tristes à parte, deparei-me com a seguinte frase:

"Não se faz nada de grande sem fanatismo"

atribuida a um tal Gustave Flaubert (o autor de Madame Bovary). Chegou via citador, o site que todos os dias nos dá uma nova citação. Confesso que lhes presto muito pouca atenção e por isso nunca comentei mas esta é mais uma das contribuições ao blog que tem muito que se lhe diga. É que frases destas são infelizes até em retretes públicas...

4 comentários:

Rui Vieira disse...

Esta deve ter sido transmissão de pensamento. Quando entrei no site, olhei para o citador e li tamanho disparate... nem quis acreditar que o autor fosse Flaubert.
Dou-lhe o beneficio da duvida pela descontextualização. Talvez não fosse esse o verdadeiro sentido do seu pensamento. (pelo menos assim o desejo).

GRaNel disse...

Devo dizer que tambem eu fiquei curioso e numa busca breve de citações de Flaubert, não encontrei esta.

Jorge Carvalho disse...

Morra o citador morra pim
O Citador é um idiota, o citador é um inergúmeno. Morra o citador morra pim
Já por várias conversas com o Granel tinhamos insultado o sr. Citador. Dou o exemplo de uma frase do meu amigo Frederico «Não existem factos apenas interpretações» completamente tirada fora do contexto.

Mas pronto, sempre dá para uma pessoa se rir da imbecilidade alheia.

rodrigues76 disse...

À queda de 2 arranha céus lá prás américas chamaram "grande", às 2 guerras que assolaram a Europa chamaram "grandes", à revolução que no século XIX guilhotinou pessoas em praça pública chamamos "grande" e nela assentamos os nossos valores...
Estamos mal habituados... Fizemos uma revolução sem tiros... Temos brandos costumes... Mas, sem juizos de valor da minha parte, diz a História que as mudanças no curso da humanidade se fizeram pela força... As "grandes" mudanças...

PS - Desculpem esta acha... Mas apeteceu-me ser advogado do diabo!