terça-feira, 25 de julho de 2006

O Pinguim

O nosso Cheers
"Where everybody knows your name and they're always glad you came"

Pois é verdade... Os pinguins vão de férias!
Mas as terças continuam (enquanto o Paulo não decidir ir de férias também) com noites de copos e convívio no espaço do costume, e o clube continua a respirar aqui no blog. Por isso esperam-se colaborações, sejam diarios de férias, farpas ou desabafos existenciais...

Esta ultima sessão sofreu um pequeno revés... Não houve apresentador, pelo que optamos por uma sessão conjunta de uma paixão comum. Qual noite de copos entre amigos onde os temas de conversa vão ondulando ao sabor das mentes...

A noite começou com as costumeiras farpas, alongadas pela ausência de regras e pela conhecida sede do Jorge. Começando pela morte de Syd Barret, passando pelo processo de Bolonha (que levou à responsabilidade académica), até às questões da imigração e direito à nacionalidade, com Calouste Gulbenkian pelo meio e terminando no actualissimo conflito Israel-Líbano...

E chegamos então (já avançados na noite, com tudo o que isso significa) à sessão: O Pinguim!
Todos os presentes tiveram oportunidade de manifestar a sua opinião em relação a este espaço, terminando com uma volta de opiniões que lembrava as nossas apresentações, mas em vez de nomes e paixões ouvimos "porquê o Pinguim", e aqui ficam algumas expressões curiosas:

"É sempre bom ficar até à ultima", Almeida
O Paulo é que nem sempre gosta...

"O Pinguim não é um bar da moda", Granel
E ainda bem, digo eu...

"A necessidade de partilhar paixões", Vieira
Pois, esta será a motivação de muitos dos clientes do pinguim, a partilha, seja pelo espaço, pela conversa ou simplesmente pelo Paulo... (de uma forma legal....)

"O clube dos pinguins resume aquilo que o Pinguim sempre foi!", Valter
orgulhosamente pinguins...

"Uma rapariga pode vir sozinha", Ana
Pois... isso não sei, mas achei engraçado o à vontade que todos sentem quando entram neste cantinho...

O Jorge teve ainda tempo para lembrar os pinguins que não têm podido aparecer, mas que continuam com as quotas em dia, o Toninho, o Hugo, a Cátia e o Ricardo, para eles abraços e beijinhos (respectivamente...) de todos, esperemos que em Setembro todos reapareçam...

O Pinguim é uma paixão comum a todos nós, é a nossa casa e a nossa familia, porque aqui nos sentimos bem, capazes de partilhar... Como fazemos com as pessoas de quem gostamos...

Porque o bar é apenas isso, um bar, as pessoas, os amigos e o Paulo é que fazem tudo isto acontecer.

Muito mais foi dito, muito mais haveria a dizer, mas espero muito mais nos vossos comentários...

5 comentários:

GRaNel disse...

E cabe-me a mim (pelos vistos) inaugurar os comentários. E pouco mais fica por dizer depois do post do Tó. Como ele disse, os amigos é que fazem os ambientes e tornam o Pinguim na nossa segunda casa; é óptimo chegar sozinho e encontrar sempre um amigo, normalmente vários, sempre prontos para dois dedos de conversa. Todos somos importantes (até eu hehe) mas não podia deixar de mandar um abraço especial ao nosso tasqueiro; muito obrigado Paulo por mais este ano de Pinguim, ficamos à espera de muitos mais.

Obrigado a todos por existirem...

Jorge Carvalho disse...

Eu também mando um viva para o tasqueiro.

Resta-me dizer que até para mim têm paciência, o que não é fácil. Mas este é o sitio onde podemos partilhar aquilo que de melhor temos para dar e onde temos sempre muito que aprender. Para além do Cheers será também um Lost porque aqui se encontram personalidades tão diferentes, que temos de ter forma de as aceitar a todas.

Termino com uma frase de uma banda que me recuso a dizer o nome «Muito mais é o que nos une que aquilo que nos separa!»

Jorge Carvalho disse...

E aqui fica então a letra do tema do «Cheers»


Making your way in the world today takes everything you've got.
Taking a break from all your worries, sure would help a lot.

Wouldn't you like to get away?

Sometimes you want to go

Where everybody knows your name,
and they're always glad you came.
You wanna be where you can see,
our troubles are all the same
You wanna be where everybody knows
Your name.

You wanna go where people know,
people are all the same,
You wanna go where everybody knows
your name.

Rui Vieira disse...

Este ciclo de resumos do Clube dos Pinguins fechou como abriu, com Chave de Ouro! Os meus parabéns ao Tó pela forma como mais uma vez resumiu o que pela boca fora nos ia saindo ao longo de mais um encontro.
Quando na sessão se comparou o Pinguim ao Cheers, não assimilei a amplitude da semelhança (talvez porque nunca imaginei o Ted Danson careca e judeu, hehe). Agora a ler o post e os comentários finalmente compreendo o quão semelhantes são.

P.S. - Jorge... Rui Veloso?!? por este andar ainda vais empenhar o anel de rubi para ir ao Rivoli!

hörster disse...

Pelo motivo de estar de férias e a quase 200 km de distância dei a minha primeira falta... E quase que senti inveja dos que estiveram presentes quando temas tão interessantes são postos em cima da mesa...
Pois concordo que o Pinguim é o nosso Cheers. Obrigada Paulo! E obrigada Pinguins! por me fazerem sentir alguém especial quando entro e também tão em casa!