quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Vou a Marrocos de Panda

Pois é, meus amigos, vou a Marrocos de Panda. A Marrocos? Não, vou até à Mauritânia e, se o visto de trânsito caducar, vou até ao Senegal! E mais, vou de chaço! Amerelo ou até branco, descapotável ou não e com ou sem ar condicionado. Posso até quase morrer de calor, ser mordido por mosquitos e ter a cara cheia de areia. Posso até ter um choque térmico por levar com água morna. Que importa? Vou a Marrocos na mesma, mais, vou até à Mauritânia. Mauritânia? Vou é até ao Senegal! Ao Senegal...

Está a chover, o melhor é voltar para trás e ficar na Mauritânia. Está tudo alagado, não se consegue passar. E o Senegal ali tão perto. 12km apenas. Mas a chuva não deixa. -"Chuva? Ah, a chuva, que coisa fantástica".
"Ah, foi na Mauritânia... Não foi em Marrocos :( . Ah, mas a chuva... :) "
Pois é, há que voltar para trás e visitar o amigo Ali. Descansar durante três dias sem nada fazer. É verdade que houve o escorpião, o maior comboio do mundo, o tapete rolante com 600km, a história do compressor, a coincidência do compressor, o gel nasal, os espanhois em guerra e os outros em Lua de Mel... Mas estes três dias sabem mesmo pela vida!

Vou a Marrocos de Panda porque fui à Mauritânia de Jeep. E foi ontem... Fui à Mauritânia e voltei. E tudo isto ontem. E não fui sozinho. Fui com a Helena e o António e alguns amigos mais. E África é mesmo um sitio que nos transforma. Imaginem que fui lá com eles ontem e a Helena falou mais que o António! Surpreendente, não é?
Confesso que gostei tanto, tanto de ter lá ido que já decidi que vou a Marrocos de Panda! A Marrocos? Vou até à Mauritânia!

3 comentários:

Rui Vieira disse...

e esse panda aceita penduras? eu até era capaz de ir a Marrocos, ou até à Mauritânia...
Adivinho pelo post que foi mais uma excelente sessão contada na 1ª pessoa (em stereo, o que a deve ter tornado ainda mais entusiasmante).
O postador, esse, foi infectado pelo "Mosquitto" da viagem, tal a emoção que transmite... e que bem que transmite!

jorge c. disse...

Se já na primeira vez ouvimos colados as histórias do Mosquitto, penso que desta vez o fascínio foi outro - o da estreia. A novidade, o espanto, o terror.
A Helena conseguiu que nós fossemos com ela na sua primeira viagem e comungássemos, em parte, algumas das suas experiências.
Isto reflecte-se no post do Rui que está ao seu estilo.

Nota 20.

GRaNel disse...

Há quase um ano, as viagens em autonomia chegaram pela primeira vez ao clube. Na altura, pela voz experiente do Anónio ouvimos o que seria uma incursão por África sem luxos, apenas com o esritamente necessário. Foi uma sessão fantástica. Na terça-feira passada, a sessão foi igualmente empolgante. Desta vez com a Helena aos comandos e a relatar sensações vividas por uma, até aí, inexperiente "turista". Muito boa a sessão e é sempre bom rever o Ali e a sua barraca. Obrigado por trazerem mais uma vez África até nós.

A visão do Rui da sessão é tambem fiel. Eu posso assegurar que ele vai a Marrocos de Panda. Pelo menos, as perguntas tinham invariavelmente estas duas palavras "de Panda"...