domingo, 21 de outubro de 2007

Pelo direito ao trabalho seguro

Para que o(s) nosso(s) camaradas de clube não se sintam envergonhados em defender uma causa própria, apresento-vos, eu, aqui, a Plataforma dos Intermitentes. Aqui o documento e aqui o comunicado, verão que conhecem as queixas. E deixo o vídeo da campanha que profissionais das artes do espectáculo e do audiovisual fizeram para se sentirem cidadãos normais. Como nós, os outros.

1 comentário:

jorge c. disse...

Foi o Rui Spranger que me chamou a atenção para este problema há uns anos, quando nos conhecemos. Eu tinha noção do que se passava, porque tinha amigos a trabalhar nas artes e espectáculos, principalemnte no ramo da música.
temos debatido imenso esta matéria e é uma das coisas para as quais gostava de contribuir com o meu trabalho.