sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Uma paixão por dia não sabe o bem que lhe fazia

Bairro Alto durante o dia
A caminho da Rua da Atalaia
Rua das Mercês

É uma foto com baixa resolução, a máquina é bastante fraca. Mas mostra um dos meus maiores prazeres: passear calmamente por Lisboa. Mais do que uma paixão, uma estranha forma de vida!


3 comentários:

Rui Vieira disse...

Prefiro as pombas aos touros.
Pelo menos elas dão tempo em que se pegue na câmera e se capte a tranquilidade de quem está de bem consigo e com os outros.

maria faia disse...

Percebo tão bem essa estranha forma de vida.
Uma alegria e quando de repente se avista o Tejo, em dias em que a tão falada luz de Lisboa está entre neblinas, quase se fica semm fala.

Cláudia N. disse...

és um poeta...mas sei muito bem do que estás a falar...