sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007

Gosto muito

da lua cheia
do silêncio puro
da geometria da minha rua
dos dias compridos
de abraços demorados
de sorrisos no elevador
de pessoas autênticas
de conversas eternas
das janelas todas abertas sobre o rio e a cidade
de luzes baixas e amarelas dentro de casa
de quadros grandes
da cor do fogo
de todas as estrelas do céu
do sol da manhã e da luz do dia
do barulho do mar ao entardecer
do vento quando deixa marcas na areia lisa
de coincidências, surpresas e milagres
de ver pessoas felizes
de olhos que riem
de cidades grandes com rio
da voz dos que amo
de estar calada (por mais impossível que pareça)
da casa cheia de amigos
de jantares improvisados
de ouvir tocar piano e violino sempre
de ficar abstracta, às vezes
de livros e de poetas
de acordar tarde
de certas rotinas
de me esquecer das horas
da areia da praia ao meio dia, quando está a ferver
das vozes descombinadas no ar nas tardes de calor
dele muito mais do que ninguém
de saber que ele sabe isso
gosto da luz dourada do entardecer reflectida nos seus olhos
gosto da intimidade
da verdade e da cumplicidade
de templos e de lugares sagrados
de horizontes líquidos
do azul infinito
de riscos brancos no céu
da cor púrpura do entardecer
de histórias e de pessoas
de descobrir umas mãos fortes
de ir mais longe com alguém
da lua árabe só com uma estrela, no alto do céu
de ficar em casa, embalada nos barulhos da casa
de ter comigo (quase) todos os que mais amo
de adormecer e de sonhar acordada
de amar e ser amada
de alguém em especial
do amor dos amigos também
de estar com eles na praia até ser noite
de tantas coisas
e da vida, (quase) todos os dias.

3 comentários:

jorge c. disse...

É no que dá uma semana a levar comigo! Ficam inspiradas!
Muito bonito Marta! :)

GRaNel disse...

Gosto muito

do post
e da vida (todos os dias)

hörster disse...

E do mar
Do barulho das ondas na areia
Dos barquinhos ao longe
Das poças de maré

E do frio intenso
Do branco da neve
Dos sons no nevoeiro
Das árvores despidas

De livros
De saber sempre mais
De viagens
E do regresso a casa

Gostei :)
Parabéns Marta! Temos poesia!
E acho que estás apaixonada! ;)