sábado, 30 de setembro de 2006

Videoteca V

Às vezes as coisas sabem melhor quando são feitas em conjunto. Arrisco-me a dizer que 90% das vezes, quando partilhamos o nosso trabalho com os outros. Ora, ontem quando me encontrei com o Rui Vieira no nosso tasco falou-se de uma série de videos e falou-se então de Ornatos. Eu prontifiquei-me a escrever o post por esta ser uma banda que muito me diz.

Depois de um magnífico primeiro àlbum que surpreendeu o público português, dada a sua qualidade musical e lírica, os Ornatos Violeta voltavam 2 anos depois, em 1999, com um deslumbrante «O monstro precisa de amigos». Manel Cruz e companhia, disfarçados de bonequinhos (muito parecidos com o do msn messenger, por sinal) solitários apresentam, então, um disco com 13 deliciosas canções que se encaixam em todos nós. Um desses temas é este «Capitão Romance» que conta com a colaboração de Gordon Gano (Violent Femmes).

Lembro-me de ser míudo e ver aqueles desenhos animados romenos, de plasticina, e achar, por vezes, que eram bastante tristes. Quando vi este vídeo senti exactamente o mesmo. Num mundo onde muitas vezes nos sentimos assustados com a estupidez gigantesca, a única solução é tentar manter a nossa luz acesa. É um video muito bonito e acima de tudo é de uma banda portuguesa, provavelmente uma das melhores que alguma vez tivémos.
Com um especial agradecimento ao Rui Vieira, aqui fica a nossa sugestão desta semana: Ornatos Violeta e «Capitão Romance»

Ver video

3 comentários:

rodrigues76 disse...

Deixo as considerações musicais e líricas a quem percebe delas...
Este video, pela imagem, está muito proximo do meu conceito de obra prima!
O Homem-lanterna é realmente triste, possui um pouco de todos nós, e remete-nos à infância dos bonecos animados da nossa TV. Mas é sem dúvida o facto de irradiar luz que me fascina...

Rui Vieira disse...

A certa passagem da musica diz-se " Eu vi mas não agarrei". Parece uma constante da vida as pessoas ignorarem o que as rodeia. Por isso me revejo no Clube dos Pinguins. Porque quando vemos, agarramos! E partilhamos!
Boa, Jorge.

Cláudia N. disse...

grande grupo e grande música