quinta-feira, 21 de setembro de 2006

"Romani ite ad domum"

Há muito, muito tempo numa terra chamada Belém nasceu um menino!
Ora este menino foi iluminado pelos céus, literalmente, diz-se que por uma estrela que até ele conduziu 3 reis magos...

"Veneramos-te ó Brian
Que és o Senhor de todos nós
Louvado sejas, ó Brian
E o Senhor, nosso Pai, Amen"

E o menino cresceu... E cresceu e cresceu e cresceu... Cresceu até ser crescido!
Cresceu na época dourada do domínio romano, graciosos invasores...
Na época em que ficar pedrado não era contra a lei, era a lei... Só que na altura chamavam-lhes mártires e não nomes feios... Tão bom que até serviria o próprio Jeová!

Brian começou a sua formação ouvindo as palavras dos outros profetas, como João Baptista (dizem, se calhar é boato), palavras sábias...

"... E a cabeça da besta será enorme e negra e os olhos serão vermelhos do sangue das criaturas vivas!
E a pêga da Babilónia cavalgará numa serpente de 3 cabeças!
E por toda a terra haverá um grande esfreganço de orgãos!..."

Mas chegou o dia em que os felizes seguidores da sua fé, crentes no paraíso, pedem as suas palavras e bençãos:

"Não precisam de me seguir!
Não precisam de seguir ninguém!
Têm que pensar pela vossa cabeça.
Vocês são todos indivíduos!
Vocês são todos diferentes!
Têm que resolver as coisas sozinhos."

Palavras sorvidas e seguidas com afinco pelas multidões que o acompanhavam e veneravam...

E a vida de Brian foi sendo feliz, entre os romanos e as raparigas, até ao dia em que o Pai (ou os romanos, os historiadores ainda não se decidiram) lhe deu a benção da cruxificação, ficou célebre neste episódio a expressão de Pôncio Pilatos "Atilem-no pol tela, pol favol!" entre outras em co-autoria com o seu companheiro Pilas Grandus...

Em êxtase e com todo o apoio da familia e amigos, até a Frente Popular Judaica terá sido solidária com a cruxificação. O convivio entre cruzes foi salutar e extremamente positivo, como relatam testemunhos da época...

Há coisas na vida que são más
E deixam-nos furiosos
Há outras que só nos fazem praguejar
Quando os ossos estalam
Não se queixem, assobiem
E isto vai tornar tudo mais facil

E... Vejam sempre o lado positivo da vida
Vejam sempre o lado leve da vida

Se a vida parecer muito podre
Há algo que se esqueceram
E isso é de rir e sorrir
E dançar e cantar
Quando estão em baixo
Não sejam patetas
Assobiem!
Isso é que conta

Vejam sempre o lado positivo da vida
Vejam sempre o lado certo da vida

Porque a vida é bastante absurda
E a morte é a ultima palavra
Devem sempre curvar-se
Esquecer os pecados
Sorrir com os dentes todos
Aproveitem, é a vossa ultima opurtunidade

Vejam sempre o lado positivo da morte

Antes do ultimo suspiro
A vida é uma merda
Quando pensar nisso
A vida é uma risada
E a morte uma piada
Tudo não passa de um show
Aproveitem enquanto podem
Lembrem-se são os ultimos a rir

Vejam sempre o lado positivo da vida
Vejam sempre o lado certo da vida
Vejam sempre o lado positivo da vida


Vá lá companheiros, animem-se!
Que têm a perder?
Vêm do nada...
Voltam ao nada...
Que perderam?
NADA!
Anima-te meu tolo!...

Always look on the bright side of life
Always look on the light side of life
Always look on the bright side of life
Always look on the right side of life


PS - A paixão desta semana é do Vieira que nos trouxe o filme "A vida de Brian" dos Monty Phyton...
Se quiserem saber mais perguntem-lhe que eu...
Always look on the bright side of life...
Fiu fiu fiuuuu fi fi fi fiu

7 comentários:

Cláudia N. disse...

Excelente post sobre a sessão de terça em que relata dum modo original o filme que vimos. Eu diverti-me bastante ao ver o filme. Parabéns ao Vieira e ao Tó.

Mosquitto disse...

Excelente filme, excelente noite e excelente post...

Rui Vieira disse...

É dificil resumir o filme em algumas linhas, mas de certo modo tu reescrevesto-o, não o deixando perder sentido. Parabéns!!!

Não resisti a meter uma colherada no post e adicionar o video, mas como é possivel acabar de ler sem ficar com vontade de... Fiu fiu fiuuuu fi fi fi fiu ?

Espero que me perdoes.

hörster disse...

Parabéns ao Vieira que, com uma capacidade de futurologia inédita, conseguiu prever o filme que de forma excelente seria capaz de combinar com as prévias farpas e engrandecer a excelência do pinípede serão. Parabéns ao Tó que em forma de obra-prima conseguiu perpetuar o humor e a boa disposição do ambiente nocturno.

PS- Jorrrrge, rrrrói-te de inveja

Jorge Carvalho disse...

Pois que perdi esta. Não me canso de ver estes que são os meus gurus da comédia a par de Chaplin, Jerry Lewis e Benny Hill.

É sem duvida uma grande filme non sense e que ficará na história do cinema para sempre. Parabéns mais uma vez ao Vieira pela sessão e ao Tó pelo post.

P.S.: die you german prick

Rui Spranger disse...

Grande post após uma grande sessão!

"Non Sense"??? só se for na cena dos extra-terrestres, o resto faz todo o sentido.

Hugo Valter Moutinho disse...

Os meus parabéns ao Vieira pela sua excelente escolha e pela fantástica sessão que nos proporcionou. Os meus parabéns, também, ao Tó por nos ter brindado com este fantástico post "em forma de obra-prima" (parafraseando a Helena...), que foi tão agradável como a sessão em si!