quinta-feira, 6 de abril de 2006

Os "brinquedos" divertidos dos laboratórios

Na passada terça feira a Fi apresentou-nos de uma forma descontraída a sua paixão: a Bioquímica.

Para a sua sessão a Fi trouxe material diverso (pipetas, pipetas conta-gotas, pontas para pipetas, tubos de ensaio, corante, etc.) criando desta forma uma sessão à sua imagem: simples e prática.
Na mesa havia muito material e muito variado, todos pudemos brincar… havendo inclusive um caixote do lixo próprio para o material onde podíamos “dispensar” o material que já tínhamos utilizado.
Deixando um bocadinho de lado a teoria a sessão foi muito prática pois tivemos a oportunidade de manusear vários instrumentos e foi-nos ensinando a fazê-lo correctamente com respectiva explicação do seu funcionamento.
Com o decorrer da sessão foram sendo colocadas várias questões e dúvidas que iam surgindo e que a Fi prontamente respondia.
A origem desta paixão também foi referida na sessão. Esta surge da necessidade que a Fi tem de ajudar os outros mas sem se envolver directamente com os pacientes, uma vez que ela se apega muito às pessoas sofrendo com os problemas destas, não sendo isso favorável nem para ela nem para os doentes. Com a sua rapidez e eficácia a Fi sente que pode ajudar várias pessoas (tem acesso apenas ao processo das pessoas, não lidando com elas directamente).
Desta forma a paixão foi sendo partilhada com os restantes pinguins. Com o material que a Fi trouxe do Hospital pudemos experimentar um pouco daquilo que ela faz no seu dia-a-dia.
Uma sessão que inicialmente temi tornar-se muito teórica e enfadonha foi muito divertida e por isso agradeço sinceramente à Fi e dou-lhe os meus sinceros parabéns pois passei uma noite a “brincar” com material que no passado não suportava.
Enfim, no fundo só lamento ter sido nomeada voluntária para escrever o post uma vez que considero que a Fi e a sua paixão mereciam melhor e eu não o consegui fazer.

Esta sessão não teve direito a fotos (e merecia), mas...

6 comentários:

GRaNel disse...

Tinha de vir a boquinha. Esqueci-me da máquina mas já me penitenciei por isso.

Quanto à sessão, o meu muito obrigado por nos abrires as portas de um laboratório de análises hospitalar. É bom saber que ainda existem pessoas apaixonadas pela sua profissão.

Quanto ao resumo, é aquele os nossos Pinguins já nos habituaram... Qualidade.

Aquele abraço/beijinhos para todos.

Jorge Carvalho disse...

Tu não gostas é de trabalhar!
A sessão foi mais uma vez, invulgar e por isso mesmo divinal!

Faço minhas as palavras do Granel marcando-lhe de qualquer forma falta de material por causa da máquina!

Nesta noite é, também, de assinalar o ar de toda a gente que brincava com o material - Fabuloso!

Um grande csi para vocês também! Fi muitos parabéns pela sessão curta e grossa! Como tu disseste pragmática acima de tudo!

rodrigues76 disse...

De cada vez que falho uma sessão, fico roido ao ler aqui o post por não poder estar presente...
A Excelência veio para ficar no clube dos pinguins desde a apresentadora (obrigado Fi), à resumidora (voluntariosa como sempre), aos comentários (do Granel e do Jorge para já)...

Rui Vieira disse...

É sempre bom ser surpreendido. O desprendimento com que a Fi apresentou a sua paixão ( e serão muitos os que se podem gabar de ter o seu trabalho como paixão?) cativou-me desde o inicio da sessão.
Com o desenrolar da sessão fui sendo seduzido pela panóplia de instrumentos apresentados, e depois...
bem, depois, fui salvo pela Ana ao resumir de forma tão elucidativa a sessão. Eu encantado com a "ciência divertida" perdi o fio à meada e já só me preocupava em dispensar...

Hugo Valter Moutinho disse...

Não vale! Agora que não posso aparecer é que se lembraram de começar a brincar? Fazem experiências e tudo...
Não é justo! Buááá!!!

Rui Spranger disse...

Que bom ver a Ana de volta aos resumos!!!!!
Já tinha saudades!

Na quarta-feira vi uma pequena reportagem sobre laboratórios farmaceuticos em Portugal, e lá vi as pipetas. Que bom, sabia mais ou menos do que estavam a mostrar e graças à Fi.
Obrigado!